Blog

09
Fev'18

A Própolis no combate a Febre Amarela: Mito ou Verdade?

0 comentário(s) Própolis Verde
A Própolis no combate a Febre Amarela: Mito ou Verdade?

A febre amarela é uma doença causada por vírus chamado “vírus da febre amarela”. Na maior parte dos casos, os sintomas incluem febre, calafrios, perda de apetite, náuseas, dores de cabeça e dores musculares, principalmente nas costas. Os sintomas geralmente melhoram ao fim de cinco dias. Em algumas pessoas, no prazo de um dia após os sintomas melhorarem, a febre regressa, aparecem dores abdominais e as lesões no fígado causam icterícia. Quando isto ocorre, aumenta o risco de insuficiência renal (https://pt.wikipedia.org/wiki/Febre_amarela, 2018). O vírus da febre amarela é transmitido pela picada de um mosquito fêmea infectado. A febre amarela infecta apenas seres humanos, outros primatas e várias espécies de mosquitos.  Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti. O vírus é um RNA (ácido ribonucleico) do gênero Flavivirus.

Embora não existam artigos na literatura científica informando sobre a eficácia da própolis em febre amarela, muito já foi relatado sobre a sua atividade em vírus da influenza (gripe), vírus da herpes, entre outros. Vários pesquisadores informaram que a própolis não possui ação contra a febre amarela, entretanto, alguns leigos provaram a sua efetividade na prática.

Se pensarmos um pouco sobre a efetividade da própolis, como dito anteriormente, sobre alguns tipos de vírus e considerando-se que a febre amarela é viral, é lógico pensar que a própolis pode apresentar efetividade contra a doença, devido ao seu poder antiviral.

Portanto, pode-se pressupor a sua ação antiviral na prática. Outro ponto a se considerar é que a própolis atua no sistema imunológico, possibilitando ao indivíduo que a utiliza, uma maior resistência a adquirir doenças. Devido a sua eficácia antiviral e a sua atuação no sistema imunológico prevenindo doenças, é uma boa oportunidade de se provar na prática a probabilidade no sucesso do tratamento contra a febre amarela.

Profa. Dra. Maria Cristina Marcucci    

NEWSLETTER
Assine nossa newsletter e receba dicas e novidades!